A VERDADE DE ADRIANA ARAÚJO

A VERDADE DE ADRIANA ARAÚJO Ronald Nascimento/Divulgação

Uma das vozes mais potentes da música estreia em disco

A sambista Adriana Araújo lançou nas principais plataformas digitais, na sexta-feira (23), o álbum “Minha Verdade”, seu primeiro disco autoral. Ontem à noite, a artista realizou live em seu canal no Youtube na qual conversou com Alexis Martins, produtor do disco e Evaldo Araújo, responsável técnico pelas gravações, sobre o processo de criação das 13 canções do disco. 

Segundo a cantora, todas as faixas contam com clipes, gravados no estúdio durante a concepção do álbum, além das faixas “Meu Refrão” e “Becos e Vielas” que ganharão videoclipes com trabalhos audiovisuais que ilustram o próprio nome do álbum, já que no clipe da primeira música a cantora contracena com o seu marido Evaldo Araújo, um dos autores da música e em Becos e Vielas, parte da história foi gravada na Pedreira Prado Lopes, local onde Adriana Araújo cresceu e viveu boa parte da sua vida .

O trabalho aborda temas marcantes como a ancestralidade, o amor, e a negritude, bem como os aprendizados que marcam a trajetória de Adriana, que comemora em 2021, dez anos de carreira artística. As músicas traduzem sua vivência como mãe, mulher negra e sambista. O álbum de estréia conta com as participações especiais de Sérgio Pererê, na faixa “Povo Negro, Raça Zumbi” ,DJ a Coisa e o rapper Preto Fi em “Becos e Vielas”. A maior parte das composições são de músicos mineiros e Adriana assina a co-autoria da faixa “Vibração”.

Voz pela comunidade

A cantora se vale do samba para dar voz à reflexões sobre o indivíduo e o social. No single “Becos e Vielas” é possível ver essa comunhão. A faixa será lançada dias antes do álbum por ter sido premiada no festival “Música de Minas”. A participação do rapper mineiro, Preto Fi em conjunto com o DJ A Coisa, amplifica a mensagem e conecta a música de Adriana com o universo do Hip Hop. A música contará com um lançamento especial em videoclipe, que retrata justamente a cultura do gueto, tendo como cenários, a Pedreira Prado Lopes e o Aglomerado da Serra.

Adriana Araújo nasceu na comunidade Pedreira Prado Lopes, localizada na tradicional região da Lagoinha, de Belo Horizonte e se destaca como uma das grandes vozes do samba mineiro, cenário que tem sido protagonizado por mulheres quando se trata de artista autorais do gênero. Ao longo da carreira Adriana também dividiu palcos ao longo de sua carreira com grandes nomes do samba, como Leci Brandão, Fabiana Coza, Arlindinho e Jorge Aragão.

 

 

 

 

Visto 497 vezes Última modificação em Sábado, 24 Julho 2021 08:51
Redação

A equipe Almanaque é composta por: Jornalistas, compositores e pesquisadores do Samba de Minas Gerais

Website.: almanaquedosamba.com.br

Sambistas Online

Temos 45 visitantes e Nenhum membro online

Onde sambar

CARICATURA DO MÊS


Bezerra da Silva

Samba no mapa