All for Joomla All for Webmasters

FERNANDO BENTO

12/12/1979 – Belo Horizonte

Um dos principais nomes da nova geração de sambistas, o cantor e compositor Fernando Bento, de 37 anos, tem no samba-choro a base que alicerça sua promissora carreira artística. Devoto de São Jorge, Bento herdou da família o dom da música. Neto de Arlindo Cachimbo, que integrou regionais de Canhoto, Orlando Silva, Dino Sete Cordas e Abel Ferreira, Fernando Bento cresceu ao som do cavaquinho.

Natural de Belo Horizonte, mas criado em Santa Luzia, na região metropolitana, iniciou sua carreira profissional aos 18 anos, acompanhando chorões do quilate de Sampaio do Trombone, Tião do Bandolim, Sílvio Carlos, entre outros. A performance nos regionais, porém, não afastou o filho de Eustáquio Rodrigues e Lindaura Bento do universo do samba.

Além do contato e aprendizado com os principais nomes da cena mineira, ainda jovem Bento acompanhava bambas do Rio, como Almir Guineto, Nei Lopes, Wilson Moreira, Nelson Sargento, Dunga, Zé Luis do Império, Pedrinho da Flor e Mauro Diniz. “Foi o Mauro quem me incentivou a estudar ainda mais as leis que regem a música”, relembra.

Na mesma época, foi incentivado por Luiz Carlos da Vila a assumir também o lado cantor. “Fernando Bento, você tem que cantar. Sua voz é muito bonita e seu timbre lembra o saudoso Roberto Ribeiro”, dizia o autor de Kizomba – A festa da raça, clássico da Vila Isabel. Desde então, o músico passou a revezar seu talento como cavaquinhista, arranjador e diretor musical, com a arte de cantar. O ponto de partida foi no Samba da Madrugada, roda que agitou as noites da capital mineira por quase uma década.

No Samba do Compositor, projeto idealizado por Mestre Jonas, Dudu Nicácio e Miguel dos Anjos, teve a oportunidade de conviver com grandes nomes da Música Popular Brasileira, como Dova Ivone Lara, Monarco, Noca da Portela e Nei Lopes.

Atualmente, realiza trabalhos de direção musical, arranjos, produção musical em gravações, shows e ministra oficinas em centros culturais. Já faz do Rio de Janeiro a sua segunda casa: integra o projeto Bandeira do Samba (RJ) e, quinzenalmente, se apresenta no Carioca da Gema, acompanhando Toninho Geraes, um dos maiores incentivadores de sua carreira.

 “Fiz vários shows nas casas Solar Wilson Moreira (Praça da Bandeira), Toca da Gambá com Marquinho Diniz, Toninho Geraes e Tia Surica (Niterói) e Trapiche Gamboa (RJ), sendo convidado especial da cantora Fabiana Cozza”, conta Bento.

Ele também gravou o DVD Do terreiro à escola de samba, com a Banda Bantuquerê, em 2006, e participou recentemente do clipe Se a fila andar, sucesso de Toninho Geraes.

Redes Sociais

Facebook

 

 

 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Contato: (31) 99392-9421

Ler 172 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Patrocínio