All for Joomla All for Webmasters

LÚCIA SANTOS

25/03/1946 - 8/07/2014 - Belo Horizonte 

Lúcia da Anunciação Rosa Santos tinha mais de 50 anos quando despertou a curiosidade do público nas apresentações em que fazia no lendário Bar Opção, ponto de encontro de sambistas no Bairro Caiçara, Região Noroeste de Belo Horizonte, capitaneado por Ronaldo Coisa Nossa.

Dona de uma voz poderosa e marcante, a artista, ao cantar, nos remete a artistas consagradas, como Alcione, Jovelina Pérola Negra e Dona Ivone Lara. Todo esse talento fez com que Lúcia Santos, ou Dona Lúcia, ficasse conhecida com “A dama do Samba de BH”. Foi presidente da Associação da Velha Guarda do Samba de Belo Horizonte, conseguiu realizar o sonho de gravar um CD e foi num lindo show, no Teatro Alterosa, em junho de 2013, que presentou os mineiros, seus conterrâneos, com o CD Lúcia Santos canta Lourdes Maria, uma homenagem a Lourdes Maria, outra guerreira do samba mineiro, que fez história no carnaval da cidade, nas décadas de 1950 e 1960.

O disco foi um importante registro de composições feitas na década de 40. O trabalho foi produzido e gravado com benefícios da Lei Municipal de Incentivo a Cultura e idealizado pela produtora Cida Reis.

Em 2011, participou do documentário Roda, que trata da trajetória dos componentes da Velha Guarda do Samba de Belo Horizonte. Além disso, foi homenageada como uma das mulheres mineiras que contribuíram para a valorização e fortalecimento da autoestima da população negra, por meio da “Campanha de Valorização da Mulher Negra”, realizada pela Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania da Cidade de Belo Horizonte.

Dona Lúcia faleceu, precocemente, aos 67 anos, em 8 de julho de 2014.

 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Contato com a família: (31) 99600-0101 /(31) 99613-1181

 

Ler 62 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Patrocínio