Imprimir esta página

FAMÍLIA MAGNATAS DO SAMBA É VÍTIMA DA COVID

Mar 28 2021 / Escrito por  / Publicado em Destaques
FAMÍLIA MAGNATAS DO SAMBA É VÍTIMA DA COVID Reprodução/Facebook

Filha do Mestre Pedro, Ana Carolina Monteiro morre aos 40 anos por complicações em função da doença.

Uma das mais tradicionais famílias do samba de Belo Horizonte perdeu no sábado (27)  uma de suas representantes. Ana Carolina Santos Monteiro de Oliveira, filha mais velha de Mestre Pedro, fundador do grupo Magnatas do Samba, faleceu devido a complicações em razão do coronavírus. Segundo familiares, Ana Carolina teve uma parada cardiorrespiratória, deixando de luto parentes, amigos e vários fãs do grupo.

“Há 21 dias, ela procurou atendimento médico, pois não estava se sentindo bem, e foi diagnosticado o contágio pelo coronavírus. Parecia que ela já tinha até melhorado, mas ontem à noite minha irmã passou mal. Ela teve uma parada cardiorrespiratória ainda em casa. Ligamos para o SAMU, fizeram o procedimento para reanimá-la, mas infelizmente ela faleceu”, conta Felipe Monteiro, vocalista do grupo e filho de Mestre Pedro.

“Ainda sem acreditar. Descanse em paz minha irmã!! Que Deus te receba em um bom lugar. Vou lembrar de todos os nossos momentos felizes. Eu te amo”, publicou Felipe nas redes sociais. Ele recebeu dezenas de manifestações de apoio do universo do samba, já que o grupo é muito querido não apenas em Minas Gerais.

Com mais de 40 anos de estrada, o Magnatas do Samba representa a comunidade do Bairro Jardim Montanhês, berço de Geraldo Magnata, Mestre Pedro, Renato e Felipe Magnatas. Um clã musical que equilibra juventude com experiência. Tem no currículo várias participações, como banda de apoio, em shows de artistas do calibre de Monarco da Portela, Alex Ribeiro (filho de Roberto Ribeiro), Ana Costa, Dudu Nobre, Jorge Aragão, Juliana Diniz, Marquinhos Diniz (compositor do Zeca Pagodinho), Fundo de Quintal, entre outros.

“Deus no controle de tudo. Carol foi guerreira. Que Deus dê sabedoria, paz e conforto aos corações de todos os familiares”, comentou um internauta.

Por causa da Covid a família comunica que não haverá velório. O enterro será neste domingo, às 17 horas, no Cemitério da Paz, sendo que só poderão entrar 10 pessoas da família.

O Brasil registrou 3.368 mortes por Covid nas últimas 24 horas e totalizou no sábado (27) 310.694 óbitos. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.548, um novo recorde desde o início da pandemia.

Visto 762 vezes Última modificação em Domingo, 28 Março 2021 09:23
Redação

A equipe Almanaque é composta por: Jornalistas, compositores e pesquisadores do Samba de Minas Gerais

Website.: almanaquedosamba.com.br